Brasil apoia ação do Reino Unido para aumento da eficiência energética de produtos

O Brasil, por meio do Ministério de Minas e Energia (MME), apóia as ações do Reino Unido para melhorar a eficiência energética dos produtos elétricos.

A iniciativa britânica visa dobrar a eficiência energética dos principais produtos consumidores de energia vendidos globalmente (motores, iluminação, condicionadores de ar e refrigeradores) até 2030.

A ação integra uma das campanhas que antecedem a realização, em novembro de 2021, da 26ª Conferência das Partes da Conferência-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, a COP26, que está sob a presidência britânica este ano. Brasil e Reino Unido são colíderes em transição energética no âmbito do Diálogo de Alto Nível da ONU em energia que culmina em setembro em Nova York.

O Brasil tem avançado no aprimoramento de suas políticas de etiquetagem de equipamentos, selo de endosso e definição de índices mínimos de eficiência energética. Novos índices mínimos para motores elétricos, condicionadores de ar e refrigeradores entraram em vigor entre 2019 e 2020.

Estão sendo conduzidas ações no âmbito do Programa Procel, como capacitação laboratorial para ensaio de equipamentos, desenvolvimento de cursos de capacitação e aprimoramento de critérios para concessão do Selo Procel aos equipamentos.

O MME entende que os esforços propostos pela ação do Reino Unido irão aumentar a consciência da sociedade para utilização de produtos mais eficientes. Isso contribui para que a demanda energética cresça de forma sustentável, reduza a pressão sobre o sistema elétrico e aprimore a segurança energética no país.

Uma declaração conjunta dos membros da iniciativa será apresentada na 6ª Conferência Global de Eficiência Energética da Agência Internacional de Energia (IEA), que acontece hoje (30) e que contará com a presença do Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *