Balões de Água Subterrâneos para Armazenar Energia Renovável

Balões de Água Subterrâneos para Armazenar Energia Renovável Engenheiros estão preparados iniciar um projeto, é ousado e inovador.

Em outras palavras, promete ser uma solução para o problema do desperdício de energia limpa.

Portanto o projeto consiste armazenar a energia excedente em balões de água subterrâneos.

Bateria topográfica

A invenção dos dinamarqueses foi apelidada de bateria topográfica. Ela recebeu esse nome justamente por envolver a construção de enormes Balões de Água Subterrâneos para Armazenar Energia Renovável.

A ideia é usar o excesso de energia produzida para bombear a água de um reservatório para uma membrana gigante (o balão d’água), que estará sob o solo, embaixo de uma quantidade de peso estrategicamente calculado.

O plano é que a instalação de testes tenho no mínimo 10 x 10 metros, para simular melhor um sistema e diminuir os risco de falhas.

Enquanto o balão de água, enterrado a alguns metros, estiver sendo preenchido, a pressão vai elevar o solo depositado logo acima. Basicamente, é o conceito de armazenamento de energia do projeto.

Quando a reutilização da energia for necessária, uma válvula será aberta, ou seja, deixando a água ser expulsa pela força da gravidade exercida pelo peso do solo acima do balão. A água passará por uma turbina geradora de eletricidade e voltará ao reservatório inicial.

Balões de Água Subterrâneos para Armazenar Energia Renovável

A invenção dinamarquesa possui objetivos bem ambiciosos. O projeto final visa criar um balão de 330 x 330 metros, enterrado a uma profundidade máxima de 25 metros e, até estar totalmente cheio, mas só poderá ser elevar o solo por no máximo 14 metros. A capacidade total de armazenamento prevista é de 230 MWh.

Necessidade de armazenar energia é urgente

Em conclusão esse é apenas um dos vários projetos em andamento no mundo, que visam armazenar energia renovável.

Via: megacurioso

, , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *